publicidade

Jornal do Brasil

Vasco da Gama
17 comentários

Vasco faz treino às avessas para a Libertadores

Por Claudio Fernandez

A vitória contra o Grêmio teve grande valia. Além dos três pontos, o jogo foi esclarecedor e igualmente didático. O torcedor vascaíno conseguiu chegar a algumas conclusões que, de tão novas, mereciam passar por um teste de carbono 14. As useiras e vezeiras fragilidades do time desfilaram pelo gramado de São Januário: Fernando Prass e suas luvas três números acima, providencialmente trocadas na hora do pênalti; a dupla de zaga que não forma uma metade; os volantes desgovernados e as temerárias mudanças de Cristóvão. Até Carlos Alberto voltou. Mas ele tinha ido? Ou melhor: tinha chegado?

A partida contra o Grêmio serviu para mostrar que Fernando Prass sabe o que está fazendo ao socar quase todas as bolas cruzadas sobre a área; que Renato Silva é uma calamidade, multiplicada por dez quando ao lado de Rodolfo; que Cristóvão mexe errado até quando mexe certo; que Carlos Alberto é um ex-jogador, e o showbol não sabe o que está perdendo; que Nilton, Eduardo Costa e Felipe Bastos só podem atuar juntos se forem donos do campo e do jogo de camisas. Que William Barbio faz muita falta… no banco. E Kim? Kim, quem? Quem, Kim?

O Vasco também é isso. Mas, para nossa sorte, não é apenas isso. A estreia no Brasileiro foi um treino virado do avesso. O jogo serviu, acima de tudo, para mostrar justamente o oposto do Vasco que entrará em campo contra o Corinthians. Alguém duvida? Na quarta-feira, veremos um jogo épico, daqueles de contar e recontar para os filhos, para os netos e para nós mesmos. Será uma batalha não para as páginas de esporte, mas para os livros de História.

Dois exércitos parelhos e muito bem armados duelarão. Ao fim do embate, será possível ver sobre o gramado do Pacaembu cavalos ainda agonizantes, lanças quebradas, elmos perfurados, armaduras sem donos e seus donos, derrotados.

E uma bandeira com uma cruz fincada em território inimigo.

Postado por claudiofernandez às 1:19 | Comentar

Compartilhe:

17 comentários

  • O Vasco jogou mal hoje e só venceu porque enfrentou um adversário limitado. Renato Silva foi o pior em campo, chegando a cometer um pênalti ridículo, onde colocou a mão numa bola cabeceada por ele mesmo. O Grêmio teve um gol mal anulado no início do segundo tempo. Isso não significa que eles ganhariam a partida se fizessem 2 a 1 naquele instante. Foi divertido ver o Luxemburgo sair de campo dando chilique contra a arbitragem. Justamente ele que dirigia, até pouco tempo, um time que conseguiu dois empates com interferência direta da arbitragem contra a gente no Brasileiro de 2011. O mais incrível foi ele falando que a partida de hoje deveria ter sido apitada por um árbitro carioca. Talvez o Péricles Bassols seja um árbitro interessante para esse confronto, não é, Sr. Luxa??! Faça o seguinte, devolva-me os quatro pontos roubados no Brasileiro do ano passado, que eu volto atrás no tempo e dou um gol à sua equipe no início do segundo tempo do jogo de hoje. Fechado? Saudações do único clube do Rio tricampeão sul-americano!

    Weber Tornado

    21 de maio de 2012 às 2:05

  • Realmente o Vasco não jogou bem, foi dominado boa parte do tempo, mas consideremos o time misto e muito desentrosado. Conseguimos a vitória sobre um time que se não é bom, também não é nenhum cachorro morto.
    Apesar de ter jogado mal mais uma vez, não foi pênalti no lance do Renato Silva.
    Bom pelos três pontos, e vamos agora pro jogo que importa.

    Vascaíno

    21 de maio de 2012 às 8:53

  • Volta Dedé! Realmente o Cristóvão às vezes mexe de forma bem emocionante…

    Miranda Vascaino

    21 de maio de 2012 às 13:52

  • Ninguém no departamento de futebol do Vasco é capaz de avaliar o desempenho dos jogadores? Pelo Amor de Deus!!!!!
    Felipe Bastos e Renato Silva são jogadores de 3a divisão e olha lá. Será que ninguém vê isso?
    Coloca o Fabrício urgente e se não tiver ninguém para o lugar do Bastos joga só com 10, pelo menos não vamos ver um jogador errar passes de meio metro e perder tantas bolas como esse rapaz. Caramba o time estava no caminho certo e agora parece que desandou tudo. O que está acontecendo? Esse jogo foi horrível! Espero que a vitória e com a volta dos titulares sirva para motivar para quarta-feira.

    Paulo Vascão

    21 de maio de 2012 às 16:02

  • …Isso, se o árbitro for neutro…

    Vascaíno bem feliz

    22 de maio de 2012 às 15:01

  • VAMOS QUE VAMOS VASCO: SEMPRE VASCO

    AO VASCO TUDO ENTÃO COMO É QUE.

    CASACA, CASACA, CASACA A TURMA E BOA E MESMO DA FUZARCA,

    VASCO VASCO VASCO VASCO VASCO VASCO.

    ENQUANTO HOUVER UM CORAÇÃO INFANTIL O CLUBE DE REGATAS VASCO DA GAMA SERA SEMPRE IMORTAL, DOA A QUEM DOER.

    SEMPRE VASCO.

    SEMPRE VASCO

    22 de maio de 2012 às 20:47

  • Meio a zero será bom!

    Não acho que o Vasco tenha time para ser Campeão da Libertadores, mas seria uma grande honra mandar o Curinthians de volta pra casa…

    Saudações do Gigante!

    Grande Vascaino!

    23 de maio de 2012 às 0:03

  • Hoje é dia de VASCO DA GAMA!
    Vamos cantar meu povão, eu vou, eu vou! A rede vai balançar, vai balançar! Sou Vasco da Gama, meu bem! Campeão de terra e mar!!

    Hoje esquecemos dos problemas e apoiamos o Gigante incondicionalmente. Hoje vamos continuar a buscar o nosso Bicampeonato da Liberta!

    VASCO!!

    Vascaíno

    23 de maio de 2012 às 8:18

  • Gostaria de saber de onde sai tanto favoritismo dos gambás, veiculado na imprensa, se o clube nunca ganhou um título internacional de expressão e se a atual equipe não é lá grande coisa também. Pelo tamanho da torcida e a audiência que dão?
    Nos jornais ligados a São Paulo até faz sentido o corinthians ter primazia nas manchetes, mas até no JB não há manchete na página principal nem na de esportes e a notícia que fala sobre o jogo, remete a um histórico que EM NADA influencia no jogo de hoje. E na ESPN o corinthians é o sujeito e o CRVG o obstáculo a ser superado. A outra menção é quanto às apostas discrepantes feitas para Vasco e gambás. Sinceramente quem vê toda essa superioridade corintiana sobre o Gigante é guiado pela mídia para analisar o confronto. O time do Vasco é melhor do que o do Corinthians ofensivamente e só não o é também defensivamente por causa da ausência de Dedé.
    Não quer dizer que ganharemos o jogo hoje, mas se existe um jogo em que não há favoritismo, ainda mais com essa discrepância, é este de logo mais a noite.

    Vascaíno

    23 de maio de 2012 às 9:21

  • Vai ser 1×1 e gambás serão eliminados.

    Augusto

    23 de maio de 2012 às 9:24

    • Claudio Fernandez: Augusto, que os deuses do futebol te ouçam.

      claudiofernandez

      23 de maio de 2012 às 12:44

  • Estou com esse mesmo pressentimento do amigo Augusto.Serão eliminados em casa com o placar de 1×1.Veja q fantástico!Eliminados em casa,sem perder,com apenas 3 gols sofridos em toda Libertadores e agora o q é melhor:ELIMINADO INVICTO.

    WS

    23 de maio de 2012 às 14:02

  • GRANDE MENGÃO, sempre colecionando TÍTULOS INÉDITOS !

    Nesta semana conquistou um que NINGUÉM na AMÉRICA tem;

    “VICE CAMPEÃO MUNDIAL DE FUTEBOL DE AREIA”

    Eta time arretado !

    tuninho

    23 de maio de 2012 às 16:21

  • Hoje o Vascão terá uma MOTIVAÇÃO ESPECIAL: ganhar do seu maior rival paulista. Ja ganhamos do nosso maior rival carioca, agora é só completar o esquema.
    Força Vascão – contra tudo e contra todos

    Neco

    23 de maio de 2012 às 18:22

  • A butique(Oh, butiques!) do urubu na gávea foi assaltada pelo irmão do dentuço quasímodo pé-de-obra.Passou a mão em mais de 20 produtos alegando que não pagam o irmão há um tempão.Aquele monte de produtos horrorosos cheios de propaganda que os otários compram e vestem(!), que carregam logo de marca de pilhas alcalinas até no traseiro.Um verdadeiro barraco na beira da lagoa.Hordas de torcedores out doors berravam :salvem a butique!Salvem a butique!Mengu, Menguuuuuuu…

    João Militão

    23 de maio de 2012 às 21:55

  • Vasquinho: eterno freguês………

    Gustavo Coimbrão

    24 de maio de 2012 às 1:03

  • A grandeza do Vasco não pode ficar menor em função de um tecnico mediocre, sem nenhuma ambição para a vitoria, armando um time que sempre se pautou por uma postura agressiva, para uma equipe com forte esquema defensivo, NILTON é sua referencia e a unica jogada que hoje o time tem é de contra ataque pela direita com o EDER que nunca mais jogou o que jogava antes da contusão.

    O Vasco tinha que ter ganho o Jogo em S. Januario, já que se sabia que dificilmente ganhariamos do Corintians lá

    Pedrão

    24 de maio de 2012 às 10:25

Adicionar um comentário:

Assine o RSS
Publicidade
Publicidade